Pacientes
Artrite Reumatoide

A Artrite Reumatoide (AR) é uma doença progressiva que causa a inflamação crônica das articulações.  Geralmente afeta as articulações menores no corpo, como os dedos, polegares, punhos, pés e tornozelos; entretanto, a natureza sistêmica da condição significa que também pode afetar o corpo como um todo, incluindo os órgãos internos e o sistema vascular.

A AR é uma das condições de um grupo  classificado como doenças autoimunes, onde o corpo ataca por engano o seu próprio sistema imunológico. Na AR os processos inflamatórios visam o tecido que circunda cada articulação, conhecido como sinóvia.  Isso leva ao edema (inchaço) e danos à cartilagem e ossos das articulações revestidas pela sinóvia.

Quem é afetado?

A prevalência da AR é maior em países desenvolvidos e entre mulheres. Embora a AR possa afetar pessoas de todas as idades, o início da doença geralmente ocorre entre 30-50 anos de idade.

Como é causada?

Os médicos ainda não conseguem determinar exatamente a causa da AR.  Considera-se que fatores genéticos, ambientais e hormonais têm papel na causa. Pessoas com marcadores genéticos específicos têm maior risco de desenvolver AR, mas ter um gene que predispõe à AR nem sempre leva ao desenvolvimento da doença.

Muitos cientistas acreditam que há mais fatores ambientais que podem ativar o desenvolvimento de AR em indivíduos suscetíveis. Estes gatilhos, que levam ao ataque pelo sistema imunológico da sinóvia saudável, a única camada celular que regula o transporte entre a cavidade da articulação e seu tecido circundante, são considerados bactericidas e/ou virais.

A Artrite Reumatoide é de 2 a 3 vezes mais frequente nas mulheres que nos homens. Além disso, a AR geralmente entra em remissão quando as mulheres ficam grávidas. As mulheres desenvolvem AR com mais frequência que o esperado no ano seguinte a gravidez e os sintomas podem aumentar depois que o bebê nasce. Estes fatos levaram os pesquisadores a acreditarem que o sexo pode ter um papel no desenvolvimento e na progressão da AR. Muitos estão tentando entender os efeitos que os hormônios femininos podem ter no desenvolvimento de AR. Atualmente, há respostas limitadas para estas questões.

Sintomas e condições associadas

Os sintomas da AR podem ir e vir e variar em gravidade de paciente para paciente. Os principais sintomas são:
  • Rigidez nas articulações
  • Dor nas articulações
  • Edema
  • Hiperemia (vermelhidão) e calor ao redor da área afetada
  • Redução na mobilidade
  • Aspecto de nódulos (caroços) sob a pele
  • Deformidade nas articulações
Os pacientes geralmente sofrem sintomas simétricos, ou seja, quaisquer sintomas sentidos em um lado do corpo são refletidos nas mesmas articulações no outro lado.  Estes sintomas geralmente levam ao dano permanente das articulações e dos ossos.  Visto que este dano pode ocorrer, os pacientes podem ter os seus movimentos mais restritos e isso pode dificultar a realizar até mesmo das tarefas diárias mais simples, como pentear os cabelos, girar a maçaneta de uma porta ou caminhar.

Os pacientes de AR também têm maior risco de desenvolver outras condições, em particular condições cardíacas e derrames. Não há um motivo claro do por que, no entanto, a falta de exercício e mobilidade são fatores de risco o desenvolvimento de muitas destas condições.

Como a AR é diagnosticada?

O diagnóstico de AR nem sempre é fácil, considerando que os sintomas podem ser sutis e ocorrer gradualmente. Num estágio precoce, a AR possui diversos sintomas como o de outras doenças musculoesqueléticas. Também não há nenhuma forma clara de diagnosticar a AR, portanto o médico deve confiar em uma combinação de histórico médico, exames físicos e testes de laboratório, incluindo exames de sangue e raios-X, entre outros.

O diagnóstico precoce é importante, pois o dano na articulação começa a ocorrer dentro dos dois primeiros anos após o diagnóstico da doença. Atualmente não há cura para a AR, portanto, os objetivos do tratamento estão focados no controle da doença.



2015© Copyright - UCB Biopharma S/A. Todos os direitos reservados. | Política de Privacidade