Artrite Reumatoide

A Artrite Reumatoide é uma doença crônica, inflamatória, cuja principal característica é a inflamação nas articulações ou também conhecida como “juntas”, embora outros órgãos também possam estar comprometidos.

É uma doença autoimune, ou seja, uma condição em que o sistema imunológico, que normalmente defende o nosso corpo de infecções, vírus ou bactérias, passa a atacar o próprio organismo.

A inflamação, se não tratada de forma adequada, pode levar ao comprometimento das articulações, o que ocasiona deformidades e limitações para o trabalho e para as atividades da vida diária. Com o tratamento adequado, pode prevenir a ocorrência de deformidades e melhorar a qualidade de vida de quem tem a doença.

A causa é desconhecida e acomete as mulheres duas vezes mais do que os homens. Inicia-se geralmente entre 30 e 40 anos e sua incidência aumenta com a idade.

O aparecimento da Artrite Reumatoide decorre de vários fatores, os quais incluem predisposição genética, exposição a fatores ambientais e possivelmente inflamações.

Além de fatores genéticos, inúmeros vírus e bactérias foram investigados como sendo possíveis causadores da doença, o que não foi confirmado até o momento.

É sabido que pessoas que fumam têm grande risco de desenvolver a doença, a qual pode mesmo ocorrer com fumantes passivos. Fatores hormonais também estão relacionados e isso justifica o fato de a doença ocorrer três vezes mais em mulheres e apresentar melhora clínica no período da gestação.

Referências:

  1. McInnes IB1, Schett G. The pathogenesis of rheumatoid arthritis. N Engl J Med. 2011 Dec 8;365(23):2205-19. doi: 10.1056/NEJMra1004965.
  2. Daniel Aletaha, MD; Josef S. Smolen, MD. Diagnosis and Management of Rheumatoid Arthritis. A Review JAMA. 2018;320(13):1360-1372. doi:10.1001/jama.2018.13103
  3. www.reumatologia.org.br – Cartilha SBR Artrite Reumatoide

Quem pode ter Artrite Reumatoide? Tem cura?

Qualquer pessoa, desde crianças até idosos podem desenvolver a doença. Pessoas com Artrite Reumatoide na família, também possuem mais riscos de desenvolver a doença, estima-se que isso possa acontecer em aproximadamente 60% dos casos.

Não existe nada conhecido que faça desaparecer a doença, mas ela pode ser bem controlada e ter seus sintomas resolvidos quando se atinge a remissão da doença.

Remissão é uma fase em que a doença deixa de estar ativa, com desaparecimento da dor e inchaço das juntas e com normalização dos exames de laboratório, como se a pessoa estivesse curada. O tempo de remissão varia de paciente para paciente. Para aumentar as chances de atingir a remissão, o tratamento deve ser feito logo no início da doença e devem ser seguidas as recomendações dos especialistas.

Referências:

  1. Kurkó et al. Clinic Rev Allerg Immunol (2013) 45:170–179
  2. Daniel Aletaha, MD; Josef S. Smolen, MD. Diagnosis and Management of Rheumatoid Arthritis. A Review JAMA. 2018;320(13):1360-1372. doi:10.1001/jama.2018.13103
  3. www.reumatologia.org.br – Cartilha SBR Artrite Reumatoide

Artrite Reumatoide e a gravidez, meus filhos também podem adoecer?

A Artrite Reumatoide não é uma doença que impede a mulher de engravidar. Alguns dados demonstram que em média 60% das gestações são acompanhadas de melhora espontânea dos sintomas da artrite reumatoide (como dor e inchaço nas articulações). No entanto, a piora desses sintomas também é muito comum nos primeiros seis meses após o parto. Assim como para outras doenças crônicas, a gestação deve ser programada. Os motivos mais importantes para a programação da gestação é:

  1. Situação da Artrite Reumatoide no início da gestação;
  2. Uso de medicamentos antes e durante a gravidez e depois do parto (período de amamentação)

Sabe-se que quanto melhor controlada a Artrite Reumatoide, ou seja, menor número de articulações dolorosas ou inchadas, durante toda gestação, menor o risco de baixo peso do bebê ao nascer, assim como menor risco de nascer prematuro.

O uso de medicamentos durante a gestação deve ser discutido com seu médico reumatologista. O uso de anticoncepcionais durante o seu tratamento com Artrite Reumatoide e a escolha do melhor momento para a gestação são as formas mais seguras para que esse momento especial se torne realidade.

Existe um risco dos filhos de uma pessoa que tem Artrite Reumatoide apresentarem a doença, uma vez que a Artrite Reumatoide é mais comum entre pessoas com parentes que também tem a doença. No entanto, isso não significa que eles obrigatoriamente vão desenvolver o quadro. O mais importante é estar atento aos sintomas e procurar o médico reumatologista precocemente, em caso de dúvida.

Referências:

  1. Jethwa H et al. Does Rheumatoid Arthritis Really Improve During Pregnancy? A Systematic Review and Metaanalysis. J Rheumatol. 2019 Mar;46(3):245-250. doi: 10.3899/jrheum.180226. Epub 2018 Nov 1.
  2. De Man YA et al. Curr Opin Rheumatol 2014;26:329–333.
  3. de Man YA et al. Arthritis Rheum. 2008;59:1241–1248
  4. Kurkó et al. Genetics of Rheumatoid Arthritis — A Comprehensive Review. Clin Rev Allergy Immunol. 2013 October ; 45(2): 170–179. doi:10.1007/s12016-012-8346-7.
  5. www.reumatologia.org.br – Cartilha SBR Artrite Reumatoide